Médica responsável Dra. Maria Paula Del Nero CRM-SP: 74.594 / RQE: 103.535

Saúde & Beleza - Remoção de Tatuagens

Atualmente existem diversos métodos de remoção de tatuagem que se mostram eficazes. No entanto, o Laser tornou-se o tratamento de escolha, pois proporciona uma alternativa eficaz, de baixo risco e com menores chances de cicatrizes inestéticas na pele.
 

Como funciona
O laser funciona ao produzir luz monocromática unidirecional coerente, que passa sem causar nenhum dano pelas camadas superiores da pele para ser seletivamente absorvida pelo pigmento da tatuagem. Essa energia a laser faz com que o pigmento da tatuagem se fragmente em partículas menores que são então removidas pelo sistema imunológico do nosso corpo. Os pesquisadores definiram quais os comprimentos de ondas de luz a serem usados e qual a potência correta do laser para melhor remover a tinta da tatuagem. Assim, diferentes energias podem ser utilizadas levando em conta as diferentes características da pele e da lesão a ser removida.
 

Tipos de laser
O tipo de laser utilizado para remover tatuagens depende também das cores dos pigmentos usados. Os três tipos de laser desenvolvidos para a remoção de tatuagens usam uma técnica conhecida como Q-switching, que se refere aos pulsos breves e de alta energia do laser:

  • Q-Switched Ruby;
  • Q-Switched Alexandrite;
  • Q-Switched Nd: YAG.

A luz do laser é muito bem absorvida pela maioria dos pigmentos das tatuagens, porém é muito raro uma remoção completa de uma tatuagem após um único tratamento. Geralmente são necessárias algumas sessões que tendem a respeitar um intervalo de aproximadamente 1 mês entre elas. O número de sessões depende, na maioria das vezes, de algumas variáveis como: o tamanho da tatuagem, localização, capacidade individual de cicatrização, tipos de pigmentos utilizados e também de quanto tempo ela está na pele. As tatuagens com cores mais escuras como azul ou preto respondem melhores ao laser do que as cores claras, de baixo poder de absorção como o amarelo e o verde claro.


Aplicação
A sensibilidade do paciente é individual e por isso durante a aplicação os pacientes podem ou não precisar de pomadas anestésicas ou anestesia local.

Imediatamente após a aplicação do laser na tatuagem a região tratada se torna ligeiramente esbranquiçada. Nos dias seguintes uma casquinha irá se formar na região, como se fosse um machucado na pele. A pele normalmente volta ao normal de 10 a 15 dias e poderá ser preparada para uma nova sessão.

A segurança neste tipo de tratamento é muito grande pois o laser seleciona o pigmento da tatuagem sem danificar a pele circundante. O que pode acontecer é que como a nossa pele tem um pigmento natural chamado melanina, pessoas com pele mais escura podem ficar, temporariamente, com a área tratada um pouco mais clara. No final, a pele volta a sua pigmentação normal sem o pigmento da tatuagem retirada. Outro tipo de complicação, mas que apresenta-se não muito frequente é a ocorrência de cicatrizes hipertróficas ou queloides na área tratada, Isso deve-se principalmente à uma predisposição individual de cada paciente


bom (0)



COMENTÁRIOS

Utilize os comentários para tirar suas dúvidas ou deixar sua opinião


Não existem comentários cadastrados no momento